Não creia...

Bibliografia e Manuscritologia, métodos utilizados para verificar autenticidade de textos antigos. Vejamos alguns exemplos.

A bibliografia tem como objetivo verificar a autenticidade do texto comparando a data em que o mesmo foi escrito na história com a sua cópia mais antiga. Sabemos que a literatura antiga, por ser escrita em material perecível, necessitava ser copiada.

O texto mais antigo de Platão tem aproximadamente 1200 anos de distância do momento histórico em que foi escrito. O de Tucídides tem aproximadamente 1300 anos e o de Aristóteles 1400 anos.

O Novo Testamento da Bíblia tem aproximadamente 100 anos de distância entre os Papiros de John Ryland e o Evangelho de João.

A manuscritologia verifica o texto através da quantidade de cópias encontradas do presumível texto original.

Tucídides possui em todo o mundo 8 cópias. Platão 7 cópias e Aristóteles 5 cópias. Caso você tenha em mãos alguma obra escrita destes autores a sua origem é destas cópias.

O Novo Testamento possui aproximadamente 14000 cópias.

Como está escrito acima, NÃO CREIA, não é necessário, é FATO.

Rodrigo Cherene

12 comentários:

Louise Mira (Luly) domingo, 20 janeiro, 2008  

A paz!

Continue evangelizando!

Deus te abençoe!

Net Esportes segunda-feira, 21 janeiro, 2008  

legal, pois realmente nada é como parece.

tequito segunda-feira, 21 janeiro, 2008  

como sempre,arrebentando a boca do balão...

é isso ai mano véio,continue sendo um porta voz da Verdade.

Frank Morgan segunda-feira, 21 janeiro, 2008  

Adorei amigo...
belo texto..

Abraços e sucesso,continue postando a verdade

http://polvoloko.blogspot.com/

Carlos Vin segunda-feira, 21 janeiro, 2008  

Bacana, a proposta do blog...

E aquele video "ler devia ser proibido" é mto interessante...

Um abraço!

___Maio___ segunda-feira, 21 janeiro, 2008  

hahaha
muito bom Cherene!!!
:)

Vírgula Antenada segunda-feira, 21 janeiro, 2008  

Ótimo texto. Paz.

Graci terça-feira, 22 janeiro, 2008  

Mto legal o texto.
Sucesso e continue postando coisas legais.

João Victor sexta-feira, 25 janeiro, 2008  

...

Kuromi Markgraf sexta-feira, 25 janeiro, 2008  

Nossa, realmente!
As palavras gravadas no papel acabam sofrendo o desgaste do tempo. E como os textos citados são antigos e foram bastante modificados devidos às traduções para diversas linguas diferentes, há realmente o que duvidar.


És pastor?

dika sábado, 26 janeiro, 2008  

Interessante essas informações. É de grande importancia quando se trata de textos antigos, pois podem sofrer auterações, o que seria uma contradição da Bíblia. E mesmo assim, as pessoas ainda buscam provas concretas...
_

[dika]
http://digaoquequiser.blogspot.com

blog sábado, 09 fevereiro, 2008  

Com todo respeito, a Bíblia não é um livro que se fundamenta em fatos. É um livro de fé.
E ponto.

Não se pode tomá-la como documento fidedigno, acredito eu.
O Velho Testamento muito menos. O Novo é questionável tb.

Sou cristão praticante, mas compreendo que crer na Palavra é uma opção.

Abraço.

Pensamento da Semana

"A vida só pode ser compreendida olhando-se para trás, mas só pode ser vivida olhando-se para a frente..." (Soren Kierkegaard)